«

Uma mijada na praia de nudismo

Natureza. Sol. Liberdade. Num ambiente tão inspirador, despir-se, ficar totalmente nu é uma expressão de comunhão com a natureza. Mais ainda, soltar uma bela mijada na de nudismo.

Nesta cena amadora, passamos praticamente do fetiche para uma filosofia, para um modo de vida. Sem a preocupação de roupas ou de aparência. Sem a preocupação de seguir regras, de se comportar. Ou de usar um vaso sanitário, por exemplo.

Mijar ao ar livre é quase um ato religioso, um ato de fé. Quem nunca experimentou, que faça isso o quanto antes, pois não sabe o que está perdendo.

E se além do mar for numa praia, com o barulho do oceano incentivando a vontade de urinar, com o sol esquentando a pele, com a areia nos pés descarregando as energias, então podemos alcançar um estado de transcendência.

Já haviam pensado, queridos leitores e leitoras, que o fetiche da chuva dourada pudesse ser tão profundo?

Mas enfim, além de pensar e refletir sobre o prazer de mijar na Natureza, também gostamos de ver imagens, não é mesmo?

Por isso aproveitem este vídeo amador, com uma mulher madura e segura de si, orgulhosa da naturalidade de seu corpo (barriguinha e bucetinha peluda)e sua desinibida mijada na praia de nudismo:

Sentada de pernas abertas sobre a canga estendida na areia, o mijo flui fácil e gostoso, deixando aquele pedaço de areia molhada a sua frente.

Com total privacidade de uma praia vazia, ela se desinibe completamente. O prazer é intenso, com uma liberdade que nunca sentiu antes! Concordam?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>